Comércio varejista maranhense cresceu 2,2%, destaca nota do IMESC

4/03/2022

Em 2021, o comércio varejista maranhense cresceu 2,2%, o quinto ano consecutivo sem retração no volume de vendas. Essas e outras informações estão presentes na Nota Bimestral de Conjuntura Econômica sobre o Comércio Varejista referente a dezembro de 2021. A publicação foi lançada nesta sexta-feira (4), pelo Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos (IMESC), autarquia vinculada à Secretaria de Estado de Programas Estratégicos (SEPE).

O presidente do IMESC, Dionatan Carvalho destaca que, no mês de dezembro, o setor ficou 1,4% acima do patamar pré-pandemia, isto é, de fevereiro de 2020. “Tais desempenhos foram bastante expressivos, principalmente ao se considerar os desafios enfrentados pelo varejo ao longo do ano. Um dos principais foi a inflação, que na capital São Luís terminou o ano a 9,91%, muito acima da meta de 3,75%, o que acabou diminuindo o poder de compra das famílias e aumentando os custos para o empresário do comércio”, pontua.

Nesta publicação, foram abordados os resultados referentes ao volume de vendas do comércio varejista restrito e ampliado (variação mensal, interanual e no acumulado no ano). A nota se propõe a fazer uma discussão acerca do comércio varejista nacional e estadual, baseando-se na Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 

Por meio da metodologia disponibilizada pelo IBGE, foi possível verificar o comportamento dessas atividades mediante indicadores, como, por exemplo, a arrecadação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e o saldo de empregos formais do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED).

Acesse a publicação clicando AQUI